domingo, 18 de janeiro de 2009

Santo Amaro do Sul - General Camara

Santo Amaro eh um dos primeiros povoados do Rio Grande do Sul e distrito de General Camara. Originado em 1750 no Tratado de Madrid, sofreu forte influencia acoriana nos costumes, tradicoes e arquitetura. O Arsenal de Guerra foi construido em 1930 e uma vila militar foi estabelecida na cidade de General Camara. Nosso passeio iniciou-se pela manha no povoado e a tarde fomos conhecer a cidade e a prainha.

Igreja de Santo Amaro - Patrimonio Historico Nacional (1787)

Casa de Cultura Miguel Jose Pereira

Centro Historico

Antiga Estacao Ferrea (1883)


Antigo posto de abastecimento de agua para o trem

Barragem Eclusada de Amaropolis (1972)



Eclusa

"Prainha" de General Camara e ao fundo a ponte Lauro Rodrigues (RS 401)

GA1 - Deposito do Arsenal de Guerra

Parte da Vila Militar




6 comentários:

Juliano disse...

por acaso encontraram a dona mosquita em santo amaro?

Fernanda Muller disse...

Nao >:(
Dona Mosquita nos deu o calote...
Disse que ia abrir a igreja as 16 horas e nada.
Conforme a Julieta, eh porque ela eh "cheia" mesmo hahahahaha.

João Henrique disse...

Dia de sol quente. Também estávamos no Jacuí. Podiam ter passado lá, que não tinha mosquito ou mosquita. hehe

Anônimo disse...

Oi:

Interessante o blog sobre SANTO AMARO DO SUL/GENERAL CÂMARA!
Estive lá há algum tempo... bem HISTÓRICA/ANTIGA mesmo.
Além de TRIUNFO - que é um dos núcleos mais antigos do Estado; bem parecida com tais aqui mostradas.
Há um MUSEU/AFIM numa destas onde aparecem algumas revistas que mostram o seriado O TEMPO E O VENTO (acho que são da época que tal série foi rodada!)...
Posso até enviar algumas fotos que tirei na tal viagem (2004).

Abraço,
Rodrigo Rosa (POA)

http://rodrigo-arte.blogspot.com/
ratike@live.com

Anônimo disse...

Seria muito interessante que algum jornal de circulação nacional fizesse uma reportagem sobre o porque o Exército Brasileiro deixou de aproveitar toda a estrutura que a eles pertence, desativando o Arsenal de General Câmara e aqui deixando praticamente abandonados muitos e muitos bens!

Anônimo disse...

A Mosquita morreu há umas duas semanas.