segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Lenka_Everything's_Okay


Desde que descobri Lenka, nao paro de escutar. Voces curtem?!

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Nao_vou_lhe_desejar_um_feliz_ano_novo...

Nao vou desejar que nesse ano encontre paz e felicidade permanentes. Nao vou desejar que supere todas as suas metas e venca todos os desafios, encontre alegria no amor, fique rico e seja sempre a pessoa mais linda e simpática do planeta (mas vou desejar saúde, porque com saúde nao se brinca).
Nao vou desejar que 2012 seja o melhor ano de todos os anos da sua vida. 365 dias é muito pouco para todas as conquistas, todos os desafios e tudo mais que deseja fazer, ser e ter.
Esse ano quero desejar outra coisa.
Desejo que se lembre de todas as conquistas que teve. Que olhe para trás e veja tudo o que foi aprendido, se lembre de todas as pessoas que apoiaram e quem voce foi em todas essas situacoes.
Que determine a vida que quer levar. De repente nao é a que está levando agora, a que seus pais querem que leve. Ou seu amor. Ou seus amigos. Ou sua comunidade. Pare e pense na vida que voce quer ter.
Escolha as pessoas que lhe acompanharao. Aquelas que lhe agregam, que lhe dao apoio em todos os momentos.
Escolha as que quer ao seu lado e querem estar ao seu lado.
Descubra o que lhe dá prazer e trabalhe para que seja constante seu dia-a-dia. Faca o que voce ama e ame o que faz.
Reconheca as características pessoais que nao gosta e aprenda a mudá-las (ou aceitá-las). Voce pode ser uma pessoa melhor todos os dias. Porque quem voce quer ser já está dentro de voce. Entao procure, insista e nao desista.

Sim, um ano inteiro é muito pouco para tantos desejos.

Entao, vamos lá. Procure dentro de voce a forca que precisa. Suspire fundo. Comece. Agora!
Sua vida está esperando.

Feliz vida para voce!!!

domingo, 18 de dezembro de 2011

Cactário_Horst

Ontem fui pra Imigrante/RS fazer um concurso e bem em frente ao local das provas estava localizado o Cactário Horst. Já tinha ouvido falar do lugar, porém nao imaginava a proporcao do cultivo de cactos e leguminosas. O local é referencia nacional e ponto turístico da cidade. Vale a pena a visita! Só lembrando que nao abre aos domingos.





domingo, 11 de dezembro de 2011

Final_do_ano_chegando...



segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Adele _Someone Like You...


Na Fernanda Radio Station Adele esta' bombando.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Comment ça va?

Depois que iniciei as aulas de francês percebi o quão fácil é o inglês.
Au revoir!

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Feira_do_Livro_de_Porto_Alegre


Depois de quase duas horas na fila para autografar o livro Feliz por Nada, consegui ainda bater um papo com a escritora Martha Medeiros. Se eu já era fã, virei mais!

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Fotolivro...

- Você é daqueles que tira um monte de fotos e não revela nenhuma?!


Se sim:


- Falta de tempo?
- Preguiça?
- Ou falta de espaço para guardar o álbum de fotos que fica atulhado e rasgando os plásticos de tanto manusear?
Eis que seus problemas acabaram!
Mande-me suas fotos por email que monto um álbum prático e diferente para você (tcharammm)!
A diagramação é feita de acordo com o tema escolhido: férias, viagens, infantil, Natal, Páscoa, etc. A entrega é feita em todo o Brasil e o preço é barbadinha.
Para maiores informações, contate-me: mullerfe@gmail.com
Alguns exemplos de diagramação:



Exemplo de capa





domingo, 16 de outubro de 2011

O_resultado_da_campanha...


E tem como não se sensibilizar com esse olhar e com o recadinho?!

domingo, 25 de setembro de 2011

Campanha FICA SARAH!

Quando a mãe ver isso aqui ela vai se sensibilizar.

Depois dessa convivência eu entendo porque tem gente que faz churrasco e torrada para seu bichinho de estimação(!).

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Dicas_de_turismo_em_Nova_York_II

>> Guias de Viagem <<

Quando se viaja por conta, sem nenhum passeio guiado, é imprescindível um bom livro (tipo pocket) que dê dicas de lugares pra conhecer e/ou um mapa da cidade e do metrô. No caso de Nova York, comecei pesquisando na internet e achei o site e por ele a compra do livro "Nova York para mãos de vaca". O título é auto explicativo e na minha opinião deveriam fazer "todos os destinos do mundo para mãos de vaca". Os autores brasileiros, que residem em NYC, dão dicas de lugares que vale mesmo a pena conhecer, passeios de graça, restaurantes com preços acessíveis, lojas de barganhas, etc, etc, etc. O custo é de R$32,90 (com frete incluso) para todo o Brasil e certamente você não se arrependerá do investimento. Informações úteis como conversão de medidas de calçados, tabela de gorjetas e lugares com banheiros gratuitos são algumas informações encontradas.



Outro livro que vale a pena comprar é "Nova York - Seu Guia Passo a Passo" (Editora Publifolha). Seria um complemento ao outro guia, já que este oferece mapas de toda Manhattan e uma parte do Brooklyn, com os principais pontos turísticos sinalizados, além do mapa do metrô. Custa em média R$30,00 nas principais livrarias e também vendido pela internet.

domingo, 31 de julho de 2011

Dicas_de_turismo_em_Nova_York_I

Muita gente tem me perguntado os lugares que visitei em Nova York, como organizei a viagem, os lugares para compras, etc, etc, etc. E a curiosidade aumenta quando falo que muita coisa agendei pela internet antes mesmo de embarcar (Broadway, Estátua da Liberdade, Top of the Rock) assim como já sabia exatamente os lugares que queria ir, ou seja, como eram poucos dias, não perdi tempo e sobrou o suficiente para as comprinhas. Antes de tudo é preciso fazer o visto caso a pessoa ainda não tenha. Foi o meu caso, assim como também precisei fazer um novo passaporte pois iria vencer antes dos 6 meses de validade mínima após o embarque (oi?). Por exemplo: viajei em junho e meu passaporte venceria em agosto. A regra é que o passaporte deveria ter validade mínima até dezembro (6 meses após a viagem). O site da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil explica tudo o que precisa sobre documentação e como agendar a entrevista. O importante é começar a se organizar com bastante antecedência pois nem sempre o período que se deseja está disponível. No meu caso, para coincidir com minhas férias de verão, consegui agendamento apenas no Recife (o que muita gente desconhece optando primeiro por São Paulo e Rio) mas Brasília também tinha dias disponíveis. Foi um processo bem burocrático e nada barato (levando em consideração que tive gastos com passaporte + taxa do visto + passagem aérea + hospedagem + sedex para postagem do passaporte + alimentação, etc) mas se pensar que o visto tem validade para 10 anos e que aproveitei estes dias para desfrutar das praias do Nordeste, valeu o investimento.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

(?)

Música na caixola o dia inteiro, desde ontem...

"It´s a little bit funny this feeling inside
I´m not one of those who can easily hide
I don´t have much money but boy if I did
I´d buy a big house where we both could live"

sexta-feira, 1 de julho de 2011

I (coraçãozinho) Porto Alegre...

Esta semana fiz uma viagem pá-pum pra Porto Alegre e voltei mais encantada do que das outras vezes... Ai ai, será que agora que o Jú voltou pra casa é eu quem vai voltar pra capital? O motivo vale muito a pena e me deixou tri animada, vamos esperar pelas negociações (fingers crossed).

domingo, 26 de junho de 2011

NYC


Merecidas férias...

quarta-feira, 25 de maio de 2011

25/05/11

*Luto

domingo, 22 de maio de 2011

...

Medo da semana que se inicia...

Por que sou fraca nas horas que tenho que ser forte?!

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Aliancas_e_fraldas

De acordo com o periodo da vida que estamos vivendo participamos de certas comemoracoes. Explico: quando somos criancas, chove de convites para aniversarios infantis, depois vem comunhao/confirmacao, na adolescencia e aquela infinidade de festas de 15 anos, depois formaturas. Agora recebo noticias de amigos: ou estao casando ou estao tendo filhos. Tipo assim: estou ficando velha e atrasada?! (nao necessariamente nesta ordem)
Pode ser, mas por enquanto esta bom assim ;)

terça-feira, 3 de maio de 2011

Tecnologia_nordestina_just_arrived...

A ideia é ótima: eu desconhecia, mas já faz parte do top of mind do que quero ter na minha casa. Vejam só: um room controller completo!!! (deu pra sentir o nível do cof cof hotel em Recife, né?)



Foi correndo pra debaixo das cobertas e esqueceu da televisão ligada? Desliga no room controller! Quer dar um clima romântico no quarto? Aciona/desaciona todas as luzes pelo room controller! Quer acordar bem informado escutando uma rádio AM? Liga pelo room controller! Está quente?! Refresque-se ligando o ar condicionado por onde? Pelo room controller, é lógico! O maridão está nervoso querendo assistir ao futebol e você vendo o último capítulo da novela? Troque de canal pelo room controller, mas somente no intervalo da novela, é claro ;)



domingo, 1 de maio de 2011

Primeiro_de_maio...

O feriado do dia do trabalho foi de descanso e inicio do planejamento para as proximas ferias (praticamente daqui a um mes): brindado com Amarula, chocolate de Gramado e bate papo com a familia (o coisa bem boa).

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Casamento_real...

Eu confesso: me emocionei com o casamento de William & Kate. Consegui assistir no trabalho, eram suspiros por todos os lados.

E não é que dá vontade de casar?!

(totalmente in)

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Maracugina...

Esta semana andei meio "nervosinha", que nem diz o pai. Desci as tamancas e rodei a baiana.
>>>> <<<<
Sorry about that...
>>>> <<<<
Estou sofrendo de trauma pós-assalto (síndrome das 17:48).
Psicólogos de plantão: é normal isso?!

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Do_bom_e_do_melhor...

Esta semana recebi este email de uma amiga do tempo da faculdade. Pensei que fosse mais uma daquelas mensagens que se a gente não passar pra todos os contatos é rogado uma praga bem grande. Eu ia deletar o email mas pensei: hmm, não é característico da pessoa que me enviou essas mensagens sem fundamento, vou ler!!! Li, reli e vou ler novamente mais vezes, sempre quando for necessário...


O email começava assim:


Leila Ferreira é uma jornalista mineira com mestrado em Letras e doutorado em Comunicação que, apesar de doutorada em Londres, optou por viver uma vidinha mais simples em Belo Horizonte.


DO BOM E DO MELHOR


Estamos obcecados com o "melhor".

Não sei quando foi que começou essa mania, mas hoje só queremos saber do "melhor".

Tem que ser o melhor computador, o melhor carro, o melhor emprego, a melhor dieta, a melhor operadora de celular, o melhor tênis, o melhor vinho.

Bom não basta.

O ideal é ter o top de linha, aquele que deixa os outros pra trás e que nos distingue, nos faz sentir importantes, porque, afinal, estamos com o "melhor".

Isso até que outro "melhor" apareça - e é uma questão de dias ou de horas até isso acontecer.

Novas marcas surgem a todo instante.

Novas possibilidades também.

E o que era melhor, de repente, nos parece superado, modesto, aquém do que podemos ter.

O que acontece, quando só queremos o melhor, é que passamos a viver inquietos, numa espécie de insatisfação permanente, num eterno desassossego.

Não desfrutamos do que temos ou conquistamos, porque estamos de olho no que falta conquistar ou ter. Cada comercial de TV nos convence de que merecemos ter mais do que temos. Cada artigo que lemos nos faz imaginar que os outros (ah, os outros...) estão vivendo melhor, comprando melhor, amando melhor, ganhando melhores salários. Aí a gente não relaxa, porque tem que correr atrás, de preferência com o melhor tênis. Não que a gente deva se acomodar ou se contentar sempre com menos. Mas o menos, às vezes, é mais do que suficiente. Se não dirijo a 140, preciso realmente de um carro com tanta potência? Se gosto do que faço no meu trabalho, tenho que subir na empresa e assumir o cargo de chefia que vai me matar de estresse porque é o melhor cargo da empresa? E aquela TV de não sei quantas polegadas que acabou com o espaço do meu quarto? O restaurante onde sinto saudades da comida de casa e vou porque tem o "melhor" chefe? Aquele xampu que usei durante anos tem que ser aposentado porque agora existe um melhor e dez vezes mais caro? O cabelereiro do meu bairro tem mesmo que ser trocado pelo "melhor cabelereiro"?

Tenho pensado no quanto essa busca permanente do melhor tem nos deixado ansiosos e nos impedido de desfrutar o "bom" que já temos.

A casa que é pequena, mas nos acolhe.

O emprego que não paga tão bem, mas nos enche de alegria. A TV que está velha, mas nunca deu defeito. O homem que tem defeitos (como nós), mas nos faz mais felizes do que os homens "perfeitos". As férias que não vão ser na Europa, porque o dinheiro não deu, mas vai me dar a chance de estar perto de quem amo.

O rosto que já não é jovem, mas carrega as marcas das histórias que me constituem.

O corpo que já não é mais jovem, mas está vivo e sente prazer.

Será que a gente precisa mesmo de mais do que isso?

Ou será que isso já é o melhor e na busca do "melhor" a gente nem percebeu?


(Leila Ferreira)






terça-feira, 19 de abril de 2011

No_dia_do_indio_uma_indiada...

Fui assaltada, a luz do dia, em pleno horario de movimento. O individuo de cara limpa, com arma na cintura, numa tranquilidade que apos eu dar o dinheiro mandou eu "ajeitar" a grana pra ele. Ate quando isso?! Amanha reconhecimento na DP :/

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Belisquem-me...

Ultimamente tem acontecido tanta coisa legal que eu até estou desconfiando... Nah, nada de pessimismo, mas que estranho . Thanks God! Ah, e mega orgulhosa do meu futuro arquiteto! Bem-vindo ao ninho da dona Leoci again!!!

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Casório...


Aiiii que vontade de ir numa festa de casamento. Alguém casa e manda o convite, por favor?!

Dindin_extra...

Quem me conhece sabe que volta e meia estou inventando algo pra incrementar meu orçamento. Já perdi as contas de tudo que já fiz e geralmente envolve artesanato. O único problema é que odeio fazer o papel de vendedora, então quase sempre é a minha mãe a responsável pela função. Já bordei chinelo Havaianas, já fiz peças de jornal imitando vimi, confeccionei bijuterias, fiz ninhos para Páscoa, bordei ponto cruz, fiz sabonete artesanal e agora inventei outra forma de ganhar um dindin extra. Assim que tiver as peças saindo do forno posto as fotos pra vocês...

domingo, 10 de abril de 2011

Ultimamente...

Tenho estranhado os presentes que tenho ganho:


- de herança da minha vó (ainda em vida) ganhei toalhas e potes;

- de amigo secreto ganhei um jogo de copos e jarra para suco;

- de Páscoa adiantado ganhei uma cafeteira italiana.


O que vocês estão querendo dizer com isso?!

terça-feira, 5 de abril de 2011

Veteranos_de_guerra...

Com licença Martha, mas tive que postar mais uma de suas crônicas...


"Outro dia li o comentário de alguém que dizia que o casamento é uma armadilha: fácil de entrar e difícil de sair. Como na guerra.

Aí fiquei lembrando dos desfiles de veteranos de guerra que a gente vê em filmes americanos, homens uniformizados em suas cadeiras-de-roda apresentando suas medalhas e também suas amputações. Se o amor e a guerra se assemelham, poderíamos imaginar também um desfile de mulheres sobreviventes desse embate no qual todo mundo quer entrar e poucos conseguem sair - ilesos. Não se perde uma perna ou braço, mas muitos perdem o juízo e alguns até a fé.

Depois de uma certa idade, somos todos veteranos de alguma relação amorosa que deixou cicatrizes. Todos. Há inclusive os que trazem marcas imperceptíveis a olho nu, pois não são sobreviventes do que lhes aconteceu, e sim do que não lhes aconteceu: sobreviveram à irrealização de seus sonhos, que é algo que machuca muito mais. São os veteranos da solidão.

Há aqueles que viveram um amor de juventude que terminou cedo demais, seja por pressa, inexperiência ou imaturidade. Casam-se depois, com outra pessoas, constituem família e são felizes, mas dói uma ausência do passado, aquela pequena batalha perdida.

Há os que amaram em silêncio, sem se declararem, e trazem dentro do peito essa granada que não foi detonada. Há os que se declararam e foram rejeitados, e a granada estraçalhou tudo por dentro, mesmo que ninguém tenha notado. E há os que viveram amores ardentes, explosivos, computando vitórias e derrotas diárias: saem com talhos na alma, porém mais fortes que antes.

Há os que preferem não se arriscar: mantêm-se na mesma trincheira sem se mover, escondidos da guerra, mas ela os alcança, sorrateira, e lhes apresenta um espelho para que vejam suas rugas e seu olhar opaco, as marcas precoces que surgem nos que, por medo de se ferir, optaram por não viver.

Há os que têm sorte de um amor tranquilo: foram convocados para serem os enfermeiros do acampamento, os motoristas da tropa, estão ali para servir e não para brigar na linha de frente, e sobrevivem sem nem uma unha quebrada, mas desfilam mesmo assim, vitoriosos, porque foram imprenscindíveis ao limpar o sangue dos outros.

Há os que sofrem quando a guerra acaba, pois ao menos tinham um ideal, e agora não sabem o que fazer com um futuro de paz.

Há os que se apaixonam por seus inimigos. A esses, o céu e o inferno estão prometidos.

E há os que não resistem até o final da história: morrem durante a luta e viram memória.

Todos são convocados quando jovens. Mas é no desfile final que se saberá quem conquistou medalhas por bravura e conseguiu, em meios aos caos, às neuras e às mutilações, manter o coração ainda batendo."


Martha Medeiros

(Jornal Zero Hora, Caderno Donna, domingo, 3 de abril de 2011)

terça-feira, 29 de março de 2011

Omeprazol_djá...

Hoje acordei com uma dor no estômago: misto de revolta, nervosismo...Infelizmente mascarando os sintomas da minha felicidade (!). É incrível e lamentável a que ponto chega o ser humano. É por isso que cada vez mais eu gosto de cachorros. Sem mais.

domingo, 27 de março de 2011

Orçamento...

Nada de festas, supérfluos...

O negócio é economizar.

Abster-se de algumas regalias em troca de outras...


# Bem-vinda ao início do mundo dos adultos #oi?

quinta-feira, 24 de março de 2011

Doidas_&_Santas...

É o livro de crônicas da Martha Medeiros que estou lendo no momento. Já disse aqui que sou fã dela e acho incrível a maneira com que ela consegue por no papel as ideias que passam dentro da cabeça de "pessoas comuns". A Carol, que é minha estagiária, também gosta do estilo da Martha, aliás o livro é dela que ganhou de presente do namorado e me emprestou. Então já viu, quando dá a sessão "conselhos" lá na farmácia, vira e mexe sempre tem um trecho de uma crônica que é citado. Aliás tem sempre uma frase ou outra que merece ser copiada para aquele caderninho pessoal.
.
"Toda mulher é doida. Impossível não ser. A gente nasce com um dispositivo interno que nos informa desde cedo que, sem amor, a vida não vale a pena ser vivida, e dá-lhe usar nosso poder de sedução para encontrar "the big one", aquele que será inteligente, másculo, se importará com nossos sentimentos e não nos deixará na mão jamais...Uma tarefa que dá para ocupar uma vida, não é mesmo?"
(Martha Medeiros)

segunda-feira, 21 de março de 2011

Punta_em_partes...

5) Pra finalizar:


Playa Mansa: sem ondas e menos fria

Marina

Punta Ballena

com Punta del Este ao fundo
>>IDA<<
9 horas de viagem com parada de 45 minutos no Chuy. Chuva torrencial entre as cidades de Pelotas e Rio Grande (deu medo). Muitas retas na estrada, tanto no RS quanto no Uruguay, o que dá muito sono. A paisagem que se vê no Uruguay é de fazendas de gado a perder de vista (Ruta 9). O pedágio aceita qualquer moeda.

>>VOLTA<<
As mesmas 9 horas de viagem com paradas curtas para abastecimento e imigração. Trânsito intenso devido a chuva da ida que derrubou uma ponte em Sao Lourenço do Sul (RS), e para alguns destinos teve que ser desviada. Devido a volta ser costeada pela beira-mar (Ruta 10) tive que encarar a primeira balsa da minha vida (glup): um barquinho minúsculo puxando uma balsa com uma ventania desgraçada. Após a travessia muita estrada de chão, poeira e deserto pela frente. Nada de casas, nada de carros, nada de nada (uma boa reserva de combustível é essencial)! Por causa da balsa (gratuita) sem pedágio uruguaio.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Punta_em_partes...

4) Outro lugar que merece ser registrado é o famoso Conrad Resort & Casino. A aposta mínima é de US$ 15.00 com a possibilidade de sair milionário de lá. A iluminação externa me decepcionou, imaginava estilo Las Vegas...

quarta-feira, 16 de março de 2011

Punta_em_partes...

3) Ir pra Punta e não tirar foto com Los Dedos não tem graça. Se tiver sorte de não pegar um ônibus de excursão lotado de turistas disputando os 5 dedos enterrados na areia, sua foto ficará legal. Caso contrário, volte outra hora: cedo da manhã ou a tardinha. Outra vantagem de ir fora de temporada ;)




terça-feira, 15 de março de 2011

Punta_em_partes...

Punta é Punta e ponto (de exclamação)! Quem conhece entende o que estou dizendo. Bem, vou ser bem objetiva e ilustrativa nas dicas.

1) Se for em baixa temporada, como no meu caso, pesquise por hotéis mais exóticos e/ou luxo. Nesta época eles são mais acessíveis às "pessoas comuns".

2) O orçamento está comprometido para o hotel? Ok, visite ao menos a Casapueblo (que também é museu), obra de Carlos Páez Vilaró.





terça-feira, 8 de março de 2011

Enfim_o_ano_começa...

Pré-carnaval: trabalhando;
Carnaval: com o bloco da cachorrada (Sarah, Luna, Xerife, Dudu, Shana, Dara e Mel);
Pós-carnaval: Punta del Este ;)
Fui-me!

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

OLINDA...

A 6 km de distância de Recife está Olinda, um dos principais pontos de referência do carnaval brasileiro. Famosa pelos bonecos gigantes e pelos blocos carnavalescos que lotam as ruas durante o carnaval dançando ao som de frevo e maracatu, a cidade é praticamente uma subida e descida de ladeiras, sendo que a melhor maneira de conhecê-la é caminhando. E haja fôlego debaixo de um sol escaldante. O Centro Histórico de Olinda ocupa quase um terço da área total do município e é tombado pelo patrimônio histórico. Preferimos não contratar nenhum guia turístico (há milhares deles nas ruas à caça de turistas) e pegar um mapa no Centro de Informações Turísticas, onde traçamos os principais lugares a conhecer. Vale a pena visitar os inúmeros ateliês dos artistas locais que disponibilizam artesanato de qualidade a preços atrativos. Ah, as fotos falarão mais do que minhas palavras: Oh linda!!!

Catedral da Sé

Casa de Alceu Valença: Rua São Bento, 182




Ateliês

Boneco Gigante de Olinda, neste caso, nem tão gigante assim :P

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

RECIFE_II

Bem do outro lado da cidade está localizado o Instituto Ricardo Brennand. Quando pesquisei sobre o que visitar em Recife, algumas pessoas falavam que a visita ao Instituto era programa imperdível. Assim como é imperdível, reserve um tempo apropriado para visitá-lo. A localização não é de fácil acesso e também não sinalizada, portanto perdemos mais de 1 hora na estrada até achá-lo, isso que contávamos com GPS e mapa. O horário é somente à tarde (de terça a domingo, das 13h às 17h). Como chegamos às 16h, vimos tudo na correria, mas deu pra ter uma noção geral das coleções.

O Instituto é formado por um Castelo, Pinacoteca e Biblioteca, sendo que as edificações são em estilo medieval gótico e é voltado à preservação da arte e da cultura principalmente do período “Brasil Holandês”. O Castelo reúne a mais importante coleção de armaria do Brasil e uma das maiores do mundo: armas para caça e guerra das mais diversas origens e períodos.




Destaque especial para a coleção de armaduras, sendo o cavalo-cavaleiro-com-armadura um conjunto raro do século XVI. Quadros de orientalistas, tapeçarias, esculturas clássicas, vitrais e outras curiosidades dos séculos XVI e XVII completam o acervo. A coleção de esculturas reúne um conjunto de objetos de vulto, relevos e estatuária, com destaque para as peças italianas, especialmente, do atelier Romanelli de Firenze, onde a arte neoclássica se perpetuou em réplicas das principais obras do barroco italiano.




Na Pinacoteca, que reune a maior coleção particular de pinturas de Frans Post (holandês), está em cartaz a mostra “Frans Post e o Brasil Holandês”.*





*Fonte das informações:
folder e site do Instituto Ricardo Brennand.